Saúde financeira

O que é fluxo de caixa livre e como calculá-lo

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Já falamos diversas vezes sobre a importância do fluxo de caixa para a saúde financeira da sua empresa e até temos um e-book gratuito sobre o tema, clique aqui para baixar. Ainda assim, nunca é demais reforçar a diferença que esta ferramenta faz nas finanças empresariais.

O fluxo de caixa permite controlar as movimentações financeiras e possui algumas variáveis, dentre as quais o fluxo de caixa livre, que envolve a quantidade de dinheiro disponível para cobrir uma dívida ou pagar dividendos, após terem sido deduzidos os pagamentos aos fornecedores e compras de bens da empresa como edifícios e máquinas. Quer entender o que é fluxo de caixa livre e como calculá-lo? Continue lendo nosso post!

O que é fluxo de caixa livre?

De forma resumida, o fluxo de caixa livre é o saldo de caixa que está livre no negócio, ou seja, o dinheiro disponível depois de serem feitos todos os pagamentos obrigatórios. Normalmente, o fluxo de caixa livre é usado para recompensar os acionistas através de dividendos ou para pagar as principais dívidas que as empresas tenham interesse. Ele também costuma ser utilizado para medir a capacidade de uma empresa de gerar caixa, independentemente da sua estrutura financeira.

Antes de preparar o fluxo de caixa livre de um negócio, temos que coletar informações financeiras nos livros da empresa. É importante interpretar estes dados corretamente, de modo a fornecer informações realmente relevantes.

Como calcular o fluxo de caixa livre?

Matematicamente, o fluxo de caixa livre pode ser calculado assim:

Margem operacional bruta = vendas feitas – custo das vendas – despesas gerais

O lucro antes de juros e impostos = margem operacional bruta – depreciação

O lucro líquido = lucro antes de juros e impostos – imposto

Capital de giro = caixa + clientes + estoques – fornecedores

Fluxo de caixa = lucro líquido + depreciação livre – capital – os investimentos

O custo de depreciação não afeta o cálculo das despesas de caixa e, por essa razão, não se deve adicionar esse valor novamente.

Qual a importância do fluxo de caixa livre para a sua empresa?

Todas as empresas devem emitir relatórios regulares para diagnosticar como está sua saúde financeira, identificando os problemas e tentando resolvê-los com o maior cuidado. Neste sentido, o fluxo de caixa livre é um elemento essencial para saber qual é a liquidez da empresa em um indicador de tempo particular.

Obviamente, se o saldo deste indicador é positivo significa que os encargos para o período foram maiores do que os pagamentos do mesmo, e quando esse saldo é negativo se os pagamentos excederam as receitas.

Software de Gestão Empresarial

Por isso, é importante organizar as informações corretamente, diferenciando entre os recebimentos e pagamentos de modo que o resultado é a diferença entre eles. Desta forma, teremos como resultado, o saldo do período (geralmente mensal), que nos permitirá projetar fluxos de caixa para o futuro com base em dados históricos.

O fluxo de caixa livre é um indicador econômico muito importante e aliado principal em qualquer projeto de negócio, não apenas para calcular o desempenho passado, mas também para tomar decisões financeiras e o orçamento para o futuro.

Para facilitar este controle e garantir melhores resultados para a sua empresa, experimente o Controle Financeiro Empresarial! Um dos módulos do Sage Start e que você pode testar por 7 dias grátis.

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Um comentário em “O que é fluxo de caixa livre e como calculá-lo

Deixe uma resposta